Oficinas

A CIDADE COMO UM PROJETO
com:
Pier Vittorio Aureli e Martino Tattara
Nesta oficina o termo “cidade” não será definido como um mero fluxo de massas e programas, mas como uma forma política. Se a essência da ação política é a tentativa de projetar uma forma de convivência entre os indivíduos, pode-se dizer que a forma arquitetônica, inevitavelmente, implica uma visão política. Mesmo que não exista uma “arquitetura política”, há certamente uma maneira política de se fazer e ler a arquitetura. (15 a 20 vagas).
público alvo desta oficina: estudantes de arquitetura e arquitetos, porém os demais interessados podem se justificar em suas cartas de intenção e os pedidos serão avaliados
período:
de 19/10 a 22/10, terça à sexta, manhãs e tardes
local: Centro Cultural São Paulo

INTERNACIONAL SITUACIONISTA
com:
Tom McDonough
A proposta desta oficina é abordar o engajamento do grupo Internacional Situacionista (IS) com a arquitetura e o urbanismo, a partir da análise da uma série de revoltas e insurreições urbanas contemporâneas. (15 a 20 vagas)
período:
27 e 28/10, quarta e quinta, tardes
local: Centro Cultural São Paulo

OTRA ISLA PARA MIGUEL
com:
Henry Erik Hernandez
Em seu livro La Revancha (2006) e no livro seguinte, Otra isla para Miguel (2008), o artista cubano Henry Erik assumiu uma posição discursiva sobre a história de seu país e as mudanças da forma e da função de suas cidades e edifícios. Descontente com o discurso único enunciado pela história oficial – seja aquela produzida e ensinada em seu país, seja aquela moldada desde fora do regime cubano – ele concebeu intervenções e narrativas que desvelam versões e visões alternativas, baseadas nas memórias de pessoas desconhecidas e em documentos do passado recente. Essa modalidade de atuação artística, colada nas grandes narrativas da história, mas apegada à escala humana e local, desdobra visões originais e críticas radicais sobre um projeto de cidade e sociedade cujo saldo ainda está por ser avaliado. Nesta oficina serão analisados o uso e a utilidade de documentos relacionados a eventos pessoais e experiências de vida na elaboração de uma parcela da micro-história. (15 a 20 vagas)
período:
25 e 26/10, das 14h às 17h30
local:
Centro Cultural da Espanha

CIUDAD ROCA NEGRA
com:
Ariel Jacubovich
O Proyecto Roca Negra é um projeto de transformação territorial, construção de espaços coletivos e equipamento comunitário empreendido pelo MTD Lanús e a Frente Popular Dario Santillán nos prédios de uma antiga fábrica, localizada na Grande Buenos Aires. Nesta oficina pretende-se investigar, por meio deste projeto, os recursos da arquitetura como uma ferramenta para a construção de melhores sistemas democráticos: assembléia do projeto, objetos de consenso, agrupamentos socio-técnicos. (15 a 20 vagas)
período: 2 e 3/11, das 14h às 17h30
local: Centro Cultural da Espanha

INSCRIÇÕES
As inscrições para as oficinas 2 – Internacional Situacionista e 4 – Ciudad Roca Negra estão encerradas. As inscrições para as oficinas 1 e 3 seguem abertas.
Preencher o formulário disponível no site forumpermanente.org com dados pessoais, carta de intenção e breve currículo. 1. preencha os formulários disponíveis no Fórum Permanente; 2. copie o conteúdo dos formulários em um arquivo de texto (.rtf ou .doc) ou no corpo de um email; 3. aperte “submit” no formulário; 4. envie a cópia do formulário para o email editorapressa arroba uol.com.br
pré-requisito para as duas primeiras oficinas:
inglês
seleção:
os selecionados serão comunicados por email

Comments are closed.